quinta-feira, 13 de maio de 2010

Márcia Paravizzi

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público e a Comissão de Educação e Cultura realizaram em conjunto uma audiência pública para discutir a Rede Certific. O presidente da Comissão de Trabalho, deputado Alex Canziani, do PTB, destaca que a Rede Nacional de Certificação Profissional certifica trabalhadores. “Apesar do trabalhador dominar o ofício, não possui diploma ou qualquer outro documento que comprove sua empregabilidade. O Programa vai promover a inserção de jovens e adultos no mercado de trabalho”, disse. Na primeira fase do programa serão beneficiados trabalhadores das áreas de pesca e aquicultura, turismo e hospitalidade, construção civil, eletroeletrônica e música. Os interessados deverão se submeter a testes de excelência e comprovar a sua experiência profissional. Caso se constatem deficiências técnicas, a própria escola qualificará o trabalhador. Em caso de defasagem escolar, ele será encaminhado a uma escola de educação básica. Depois, receberá o diploma. Inicialmente serão 38 perfis profissionais aptos à certificação. Canziani afirma ainda que o programa será mais uma ferramenta de apoio ao trabalhador.
“É mais uma porta que se abre para fortalecer a certificação
profissional do trabalhador, especialmente para aqueles que não
tiveram acesso ao ensino formal. Antigamente a pessoa precisava ter a carteira assinada ou uma carta de referência da empresa para provar a sua experiência. Agora o trabalhador poderá usar a Rede Certific para comprovar a sua experiência”, afirmou. Estima-se que no próximo semestre 10 mil trabalhadores sejam certificados. As redes estaduais e privadas poderão aderir à rede para ampliar o atendimento. A Rede Certific é uma iniciativa dos Ministérios da Educação e do Trabalho e Emprego. Alex Canziani ressalta, ainda, que a Rede Cetific vai abrir inscrições para diversos cursos no mês de julho, em pelo menos 17 estados.

Nenhum comentário: